Yandex

ICON (ICX)

Debora Moedas Vistas únicas: 97
0 (0 Reviews)
Compare with:
ICON (ICX) image

Resenha traduzida – Original disponível em inglês:

https://www.cryptoversal.com/currencies/icon-icx

Descrição:

ICON é uma companhia com sede na Coréia do Sul. ICON é uma rede blockchain interconectada que permite que os usuários desse sistema descentralizado convirjam em um ponto central. Isto é feito conectando uma comunidade através da República ICON e nodes cidadãos. Várias organizações estão envolvidas na fundação da ICON; Dayli Financial Group foi quem fundou a ICON.

Devido à forma como a ICON funciona, seu token ICX ganhou destaque entre os diversos tokens existentes. A ideia principal da ICON é fazer uma rede com um ecossistema de blockchain diferente. A ICON conecta diferentes comunidades. Setores educacionais, empresas de segurança, finanças, hospitais, comércios, indústrias e outras blockchains privadas poderão compartilhar informações através da blockchain, sem qualquer intermediário. Elas podem todas coexistir e realizar transações em uma única rede.

Seu tokens são conhecidos como ICX. ICX serão usados como token de serviço, que pode ser gastado e transferindo valor dentro do ecossistema ICON. Também será usado como moeda para ICOs baseadas em ICON no futuro. ICX é a primeira república blockchain coreana a ser introduzida no país.

As pessoas enxergam muito potencial na ICON, já que a Coréia do Sul é uma gigante no mercado dos ativos digitais, além de ser uma das maiores economias do mundo. A ICON possui parceria com a Forbes, Bloomberg, Coindeck, MIND FUND, BAZAR MML, entre outras, essa conexão com grandes empresas tem contribuído para o seu sucesso. A ICON possui um núcleo chamado Nexus, que é uma blockchain com múltiplos canais.

As comunidades são conectadas à rede ICON através de uma exchange descentralizada, o que permite a manutenção do registro (ledger) verificado entre a própria rede da comunidade, reduzindo a necessidade de terceiros, e assim, podendo reduzir também os custos de transações.

A ICON considera sua comunidade como uma rede de nodes que seguem um único sistema de administração. As comunidades incluem organizações como: bancos, hospitais, escolas, criptomoedas (ETH, BTC), negócios e governo. As comunidades variam em suas estruturas de administração, características e número de nodes.

Os representantes da comunidade dentro da ICON são quem tomam as decisões. Eles possuem a palavra com relação à forma que a comunidade interage com a República ICON. Os votos dos representantes da comunidade determinam a administração da ICON, mas a ação da ICON não determina a administração das próprias comunidades separadas. Quem não for representante da comunidade pode participar da ICON também, mas não terá direito ao voto.

A Blockchain ID é um DApp da rede ICON que produz um novo nível de identificação e segurança. Representantes de segurança financeira podem utilizar o block ID para verificar sua ID nas comunidades, o block ID funciona com smart contracts e poupa seu tempo durante a verificação.

Loopchain é um protocolo blockchain usado na ICON. Loopchain é um livro-razão (ledger) distribuído que fornece soluções blockchains específicas para indústrias. Loopchain é uma tarefa que exige bastante, mas é muito simples, tendo um papel essencial no projeto. A Loopchain fez parceria com grandes instituições financeiras, oferecendo serviços como sistema de autenticação e de acordos, sem necessidade de agências intermediárias.

A ICON quer criar vários sistemas com tecnologia blockchain que gerenciaria simultaneamente várias empresas diferentes. A Loopchain ajudaria a manter os sistemas separados e entregar de acordo com a demanda. Todos os ecossistemas são recebidos na mesma plataforma, porém em redes de blockchain distintas. É assim que a Loopchain permite que usuários utilizem outros sistemas na plataforma.

A Loopchain conecta comunidades que são parte da República ICON. As comunidades são chamadas de Consortium, e determinam as regras que faz com que diferentes blockchains possam trabalhar juntas. Loopchain é um projeto impressionante que possui uma parceria forte com seguradoras, fornecendo reclamações de seguros e pagamentos automatizados. A ICON deseja expandir a capacidade da Loopchain através da blockchain existente, e já trouxe ao mercado seus tokens ICX.

A ICON está utilizando um smart contract que permite a criação simples, rápida e acessível de acordos de negócio, empréstimo de dinheiro etc. O smart contract garante os termos legais do acordo de compra, venda ou empréstimo. A equipe da ICON alega que, atualmente, algumas empresas de segurança, seguradoras e universidades sul coreanas já estão utilizando a Loopchain, e seu sistema de chain ID estará disponível ainda esse ano. A equipe da ICON também planeja lançar um sistema de incentivo em abril, que consiste em um sistema de incentivo com inteligência artificial que seria essencial para o uso de criptomoedas.

Cada blockchain da comunidade é conectado através dos representantes da comunidade à República ICON, com a blockchain da plataforma ICON sendo referida como “Nexus”. O Protocolo de Transmissão Blockchain (BTP) é a regra que dita como a blockchain independente interage com a Nexus. A ICON utiliza seu próprio algoritmo chamado Loop Fault Tolerant (LFT). O LFT é uma atualização do Byzantine Fault Tolerance (BFT), um algoritmo com vantagens que incluem consenso mais ágil, enquanto garante que a integridade do consenso está além das perspectivas dos forks dentro da rede.

O consenso do sistema garante que todas as partes façam acordos mais rápidos que seus oponentes, resultando em aplicações e transações com tecnologia de ponta.  O LFT pode receber consenso diverso ao permitir que tal grupo/nodes decidam a soma dos votos livremente.

O processo para ser um node na plataforma ICON é tão simples quanto fazer seu DApp; nodes ganham recompensa na ICON. Um sistema de inteligência artificial garante a divisão igual de recompensas, otimizando a distribuição ao garantir completa descentralização.

Vantagens:

  1. É segura. Em 2017, a ICON lançou seu primeiro empreendimento de serviços de blockchain conhecido como Chain ID, e compartilhou um sistema de segurança para roubo de ID.
  2. Inteligência Artificial DaVinci. Garante que os nodes que contribuem sejam recompensados igualmente e não possuam poder tendencioso sobre as políticas de divisão.
  3. ICON possui uma exchange descentralizada (DEX). ICON combina diversos protocolos DEX na plataforma para acelerar a troca de ICX.
  4. Interoperabilidade entre blockchains. Permite que diferentes blockchains se conectem umas com as outras através de seus protocolos. É compatível com exchanges como ETH, BTC e, no futuro, almejam a compatibilidade com blockchains públicas como NEO, Qtum etc.
  5. Uma aplicação descentralizada. A ICON possui DApps em sua plataforma, assim como a ETH e a NEO, e no futuro pretende ter ICOs acontecendo na ICON para diferentes DApps.
  6. Escalabilidade. A ICON tem trabalhado para dar soluções a qualquer companhia. Está combinando o mundo real com o mundo da criptomoeda, abrindo uma nova conectividade entre negócios, trabalhando junto com outras blockchains.

Desvantagens:

  1. Possui árdua competição com a NEO e a Ethereum, criptomoedas que são bem estabelecidas e estão indo muito bem no mercado.

Como comprar:

Você não pode comprar ICX diretamente com dinheiro. Você terá que comprar primeiro BTC/ETH. Então poderá trocar por ICX em exchanges como Binance, Poloniex, Bitfinex etc.

Armazenamento:

A carteira da ICON é conhecida como ICONex, e suporta muitas criptomoedas além da ICX. ICONex garante transações rápidas, pagamento seguro e liquidez de troca com muitas criptomoedas, com UI e UX fáceis de utilizar. ICONex pode ser baixada na plataforma ICON. ICONex permite que usuários façam e controlem carteiras para diversas criptomoedas ligadas a plataforma ICON, como por exemplo a ETH e ICX.

0 0

Como nós

Copyright © 2017 - 2019. Todos los derechos reservados.