Yandex

Cardano (ADA)

Debora Moedas Vistas únicas: 114
0 (0 Reviews)
Compare with:
Cardano (ADA) image

Translated review - Original available in English:

https://www.cryptoversal.com/currencies/cardano-ada

The possibilities of the 3rd Generation of Cryptomoedas: Cardano (ADA)

Description:

By looking at the chaotic state of the blockchain and cryptomeo, it is possible to make a comparison with the chaotic state of the internal aspects of a biological organism and its evolution. From a simple beginning with a limited purpose of the initial iterations of Bitcoin, to the eventual growth and 'division' created by 'soft' and 'hard' bifurcations that have led to the formation of more sophisticated 'cells', which can accomplish more and provide better functions and unique to the organism. Thinking about the entire cryptomedean ecosystem from this perspective makes it easy to see how far these technologies can still go.

Se considerarmos a Bitcoin como a primeira moeda da primeira geração de criptomoedas, que são definidas como uma moeda digital que está localizada em um registro público digital conhecido como blockchain; e considerarmos a Ethereum como parte da segunda geração, definida pela sua funcionalidade mais complexa e utilização da blockchain de mais maneiras, pode-se começar a imaginar como seria a terceira geração, ou, para voltar ao exemplo de biologia, como será a próxima evolução de blockchain e tecnologia cripto, o que fornecerá, e o que fará com que ela seja considerada o próximo passo no caminho evolutivo?

Uma possível resposta para essa pergunta pode ser encontrada ao observarmos a moeda Cardano (ADA), um projeto descentralizado, de código aberto, de blockchain pública, através de sua criptomoeda ADA. O projeto foi lançado em setembro de 2017 pela empresa Input Output Hong Kong (IOHK), liderada pelo co-fundador e ex-CEO da Ethereum, Charles Hoskinson.  É importante notar que a IOHK é uma das três organizações envolvidas no projeto Cardano, sendo a IOHK responsável pela pesquisa e desenvolvimento (primeiro braço do projeto) até o final do seu contrato, em 2020. [1]

O projeto Cardano está sendo divulgado como o primeiro do seu tipo, com a sua moeda, ADA, sendo chamada de moeda desenvolvida sobre uma “abordagem de filosofia científica e movida à pesquisa”. [2] Isto quer dizer que a ADA é intensamente revisada pelos cientistas e programadores para garantir que o projeto Cardano é ético e possivelmente um padrão aceitável para a tecnologia em termos legais. Este último fato é o que iremos considerar como um dos pré-requisitos para o status de terceira geração; uma criptomoeda/blockchain/ICO criada por um código padronizado, ético e revisado pelos pares que pode/deve ganhar status legal perante uma entidade governamental.

Este aspecto é conduzido pelo segundo braço do projeto, The Cardano Foundation. Em seu site, cardanohub.org, a fundação está listada como um organismo de normalização sem fins lucrativos, independente, sediada na Suíça. O objetivo central da fundação é “padronizar, proteger e promover a tecnologia do Protocolo Cardano”. [3]

Suas metas são as seguintes:

  1. Estudar e propor regulamentação da blockchain e criptomoeda
  2. Atuar como um organismo de normalização da blockchain e criptomoeda
  3. Proteger, aprimorar e evoluir o ecossistema Cardano
  4. Agregar, educar e expandir a comunidade Cardano
  5. Servir como uma organização objetiva para haver adesão de empresas

O terceiro braço envolvido no projeto é o Emurgo, que funcionará como conselheiro de investimento e integração para o ecossistema Cardano. Eles serão responsáveis, portanto, por “desenvolver, apoiar e incubar iniciativas comerciais e ajudar na integração de negócios” ao ecossistema descentralizado da Cardano. [4]

Seu foco de investimento será feito através de dois métodos; investimentos diretos em start-ups, e cultivando parceiros no setor comercial que desejam utilizar a tecnologia blockchain. Emurgo possui sede no Japão e tem muitos endereços pela Ásia.

Outro fator importante para se notar é que a Fundação Cardano (Cardano Foundation) não está confiando apenas em seus membros contratados da academia para revisão de pares de sua tecnologia, eles também pedem o envolvimento de várias instituições acadêmicas, como a Universidade Lancaster e o Professor Bingsheng Zhang, que estão procurando criar métodos para a blockchain da Cardano por meio de “modelo de tesouraria de referência”, um modelo inicialmente proposto pelo Banco Mundial para um sistema de tesouraria automatizado, para garantir transparência e prestação de contas. [5] [6]

Mas além desses pontos organizacionais e seu foco na padronização, o que diferencia a Cardano de outras criptomoedas como a Ethereum?

Atualmente, uma das maiores diferenças é o protocolo; a Cardano criou seu próprio protocolo chamado Ouroboros, que tem base em um algoritmo Proof of Stake (PoS). Um dos benefícios do PoS sobre o amplamente utilizado Proof of Work (PoW) é que é muito mais eficiente em questão de gasto de energia, e oferece a possibilidade de transações mais rápidas. É importante notar que a Ethereum está trabalhando em seu próprio sistema PoS, que deve ser disponibilizado em breve.

Ouroboros trabalha apontando um número de “nós lideres” que são programados para “verificar e validar transações de uma coleção de nós”. Uma vez validada, os nós lideres confirmarão as transações na rede.

Outra característica implementada no Cardano é a Recursive Internetworked Architecture (RINA), um método de arranjo de rede desenvolvido por John Day. Ele permite “incrementos customizados para redes heterogêneas”, e foi implementado para criar uma oportunidade de amplo sistema para a interoperabilidade.

 Interoperabilidade é uma característica importante para a longevidade do projeto, pois permitiria a interação da Cardano com o mundo do dinheiro, que atualmente não é possível sem utilizar-se de uma exchange terceira, o que não é um sistema estável para suportar uma moeda padronizada de longo prazo, razão pela qual eles estão buscando modos de facilitar isso.

Talvez a característica mais importante é a codificação de uma “constituição de protocolos”, que seria codificado no ecossistema da Cardano, o que significa dizer que qualquer smart contract, dapp ou exchange teria que consentir com essa constituição para eles funcionarem na plataforma.

Eles também possuem planos para gerenciamento de identidade, uma carteira de criptomoeda mundialmente reconhecida com conversão de dinheiro integrada e capacidades de troca chamada Daedalus, bem como um sistema de crédito.

Vantagens:

  • Programada em língua Haskell – uma das mais seguras línguas de programação
  • Cuidadosamente revisada por pares
  • Operabilidade cross-chain
  • Cardano não tem fins lucrativos, em contraste com a NEO que é altamente monetizada

Desvantagens:

  • PoS pode apoiar a plutocracia – governo de ricos
  • Ainda muito cedo em seu ciclo de vida – partes interessadas terão que esperar até 2019 para uma plataforma mais desenvolvida
  • Possui muita competição com outras moedas como Ripple, Litecoin e Dash
  • Somente suportada por carteira própria

Como comprar:

Um guia básico para comprar ADA

Como mencionado, Cardano tem sua própria carteira chamada Daedalus, que é destinada a ser uma carteira universal, plataforma de aplicação blockchain e loja de aplicativo, fazendo com que seja a carteira mais abrangente do mercado. É também a única carteira que suporta ADA até então. [7]

ADA pode ser comprada, vendida e trocada nas seguintes exchanges: Bittrex, Binance, Upbit, CoinNest.

[CITAÇÕES]

[1][3][4] https://www.cardanohub.org/en/home/

[2] https://www.cardanohub.org/en/team/

[5] https://www.investopedia.com/news/introduction-cardano/

[6] http://documents.worldbank.org/curated/en/132421468741355620/Treasury-reference-model

[7] https://daedaluswallet.io/

 

0 0

Como nós

Copyright © 2017 - 2019. Todos los derechos reservados.